• Mauricio T. P.

HDMI 2.1 fake? Por que o padrão não é tão simples assim

O que você imagina quando pensa em HDMI 2.1? VRR, 4K em 120Hz, coisas assim, certo? Bem... temos uma má notícia.


O site tftcentral.com notou algo inusitado num monitor recente da Xiaomi, cujas especificações contém portas HDMI 2.1:


“Due to the subdivision of HDMI certification standards, HDMI 2.1 is divided into TMDS (the bandwidth is equivalent to the original HDMI 2.0 and FRL protocols). The HDMI 2.1 interface of this product supports the TMDS protocol, the maximum supported resolution is 1920×1080, and the maximum refresh rate is 240Hz.”

"Devido a subdivisão do padrão de certificação HDMI, HDMI 2.1 está divido em TMDS (a largura de banda é equivalente ao HDMI 2.0) e protocolo FRL. O HDMI 2.1 deste produto suporta o protocolo TMDS, e a resolução máxima suportada é 1920 x 1080, e o refresh rate máximo de 240Hz."


Vendo isso, foram buscar informações sobre os tais protocolos TMDS e FRL.


HDMI 2.1 as a standard can support “FRL” (Fixed Rate Link) signalling. As HDMI.org explain on their website: “FRL stands for Fixed Rate Link and it’s a signalling technology supported in the HDMI 2.1 Specification. FRL is necessary to achieve the higher uncompressed resolutions such as those above 4k60 as well as the ultra high speed bandwidths up to 48Gbps. It’s also required for compressed video transport which in turn enables operation at lower data rates for example 4k60 and ultra-high pixel rate video such as 10Kp120.

"FRL (Fixed Rate Link) é uma tecnologia suportada na especificação HDMI 2.1. FRL é necessária para atingir maiores resoluções sem compressão como aquelas acima de 4K60 bem como ultra altas larguras de banda até 48Gbps. Também é requerida para transporte de vídeo com compressão, o que por sua vez possibilita operações em menores taxas de dados como 4K60 e ultra altas taxas de pixels como 10Kp120."


O problema, aqui, é que isso não é requerido no padrão HDMI 2.1. É uma opção.


FRL replaces the older TMDS (Transition Minimised Differential Signalling) signalling method that was used by the older HDMI 2.0 to deliver then the maximum 18Gbps transmission bandwidth on that interface. TMDS allowed support for 4K 60Hz 8-bit colour depth but is nowhere near sufficient to support 4K 120Hz 10-bit uncompressed colour. The newer FRL signalling boosts the port bandwidth to 48Gbps maximum. Support for Display Stream Compression (v1.2) was also added to the HDMI 2.1 standard allowing even higher resolutions thanks to the additional visually lossless compression.

"FRL substitui o antigo método TMDS (Transition Minimised Differential Signalling) que era utilizado no HDMI 2.0 para transmitir dados a até 18 Gbps. Ele é capaz de transmitir 4k60, mas com 8 bits para cores, longe dos 4K120 10 bits do HDMI 2.1 (necessário para, além do frame rate alto, suporte a HDR). Suporte a Display Stream Compression (v1.2) também foi adicionado ao HDMI 2.1 para suportar resoluções ainda maiores graças a uma compressão virtualmente sem perdas."


A seguir, uma tabela com todo o conteúdo de vídeo suportado pelo padrão HDMI 2.1 cortesia de HDMI Licensing Administrator, Inc. :



No final de tudo, o site entrou em contato com os administradores do padrão HDMI, do site HDMI.org e isto é o que disseram:


HDMI 2.0 no longer exists, and devices should not claim compliance to v2.0 as it is not referenced any more
The features of HDMI 2.0 are now a sub-set of 2.1
All the new capabilities and features associated with HDMI 2.1 are optional (this includes FRL, the higher bandwidths, VRR, ALLM and everything else)
If a device claims compliance to 2.1 then they need to also state which features the device supports so there is “no confusion” (hmmmm)

  1. Não há mais padrão "2.0" e os produtos não devem usar nada como "compatível com HDMI 2.0";

  2. Todas as features do HDMI 2.0 agora são um subset do padrão 2.1;

  3. TODAS as capacidades e features associadas ao padrão 2.1 são OPCIONAIS! (isso inclui o FRL, as maiores bandwidths ou taxas de transmissão, VRR, ALLM e todo o restante);

  4. Se um dispositivo diz ser compatível com HDMI 2.1, ele deve também citar quais features ele suporta para "não haver confusão". (Hmmm)


A dúvida que fica no ar: os fabricantes realmente deixarão isso transparecer de maneira fácil, ou pretendem enganar o consumidor no futuro, indicando TVs como compatíveis com HDMI 2.1 mas sem suportar features como VRR e ALLM?



Fonte: https://tftcentral.co.uk/articles/when-hdmi-2-1-isnt-hdmi-2-1

61 visualizações0 comentário