• Mauricio T. P.

TVs ficam com melhor qualidade de imagem em streaming; PCs, com a pior

A Conviva, órgão que examina e identifica a qualidade de streaming pela internet em 180 países e em quase 200 bilhões de streams por ano, publicou seu relatório mais recente. De acordo com este, a qualidade do streaming melhorou, em geral, cerca de 10% em relação ao ano anterior, mas a diferença de qualidade entre os dispositivos é relativamente grande.


Antes de falarmos dos resultados, precisamos explicar o que é bitrate: caso você não saiba, a qualidade de um vídeo depende muito do bitrate no qual ele é executado. Quanto mais alto o bitrate, melhor a imagem, e vice-versa. No entanto, um número alto demais vai ser um exagero e causar problemas na transmissão e possivelmente no próprio decode do arquivo. Por esse motivo, existem sistemas de compressão que ajudam a diminuir o bitrate a um nível que tenha equilíbrio entre tamanho e qualidade.


O valor médio de bitrate entre todos os dispositivos foi de 6,97 Mbps. No entanto, as TVs levam o pódio com uma média de 8,80 Mbps e os PCs o último lugar, com meros 2,95 Mbps. A seguir a tabela oficial do com todos os dados:



A razão para isso seria que o PC, por ser uma plataforma aberta, facilita e muito a pirataria. Sendo assim, a grande maioria dos serviços de streaming limitam seu conteúdo a 720p ou 1080p no máximo e com bitrate extremamente baixo, deixando a qualidade de imagem devendo muito.


A seguir a divisão por dispositivo e comparação com o ano anterior:



Dispositivos de TV (entre eles, media players e consoles) são responsáveis por 73% do tempo de exibição global.


110 visualizações0 comentário